Circuito Brasília de Natação Ecológica

May 18, 2017 in Principal, Sobre o Lago Paranoá

No próximo Domingo (28/05) a Quebra da 13 vai receber mais um evento esportivo.

Agora é a vez do Circuito Brasília de Natação Ecológica que terá duas provas em horários diferentes. As provas de longa distância terão 2.5km; 5km e 10 km, com largada as 8h e a prova de curta distância terá 1km, com largada as 11:30.

Para os interessados em participar desse desafio nas águas do Paranoá o link para as inscrições é: circuitodenatacaoecologica.blogspot.com.br.

A comunidade tem usado cada vez mais a Quebra da 13 para nadar, plantar, remar, passear de jetski de lancha, fazer piquenique ou simplesmente pra ficar de papo pro ar, que ninguém é de ferro. Por isso, a importância de organizar o uso desse maravilhoso espaço, ainda público!

Como assim, vai deixar de ser público? Vai.

O GDF precisou de dinheiro para pagar os servidores e obteve o recurso através do IPREV Instituto de Previdência dos Servidores do Distrito Federal, que em contrapartida recebeu como garantia do financiamento a Quebra de 13, que é uma área de destinação comercial.

Governo é governo, comunidade é comunidade. Enquanto um precisa de caixa para pagar servidores o outro precisa de área pública na orla do lago. Mas este terreno comercial da orla, como qualquer outro, tem uma APP -Área de Proteção Permanente, que é uma área pública.

A APP é uma faixa de 30m que circunda todo o lago e que vem sendo desobstruída pelo GDF. O governo vem removendo as cercas das casas da orla que gradativamente será urbanizada para o uso público. A primeira etapa desta urbanização será no Lago Sul, através do projeto Orla Livre.

Dentro do espírito público de desobstrução da APP os Amigos do Lago Paranoá propõem que a Área de Proteção Permanente da Quebra da 13 seja cercada por árvores e bambu, permitindo o acesso das pessoas, mas não dos carros, que aos poucos compactam o solo e destroem a vegetação. Para os automóveis a área de estacionamento ficaria logo na entrada conforme nossa proposta.

A pista de acesso continuaria permitindo o embarque e desembarque de usuários na orla e para lanchas e jetskis seria reservada uma praia do lado esquerdo do terreno, separando as embarcações dos banhistas e assim, oferecendo mais segurança para todos.

Uma linha de árvores e bambus também protegerá os bosques que vem sendo plantados pela comunidade, assegurando o crescimento das mudas.

Com essa medida simples que requer apenas mais plantios de árvores e fixação de bambus o uso da Quebra da 13 se tornaria mais sustentável e seguro.

Aos que desejarem participar do plantio basta se inscrever na aba “Associados ONG” para receber informações sobre as novas atividades que serão realizados pelos Amigos da Quebra da 13 e os Amigos do Lago Paranoá. Venha plantar com a gente! A natureza agradece.